Blog | Mais informações:

Transtorno Obsessivo Compulsivo

Transtorno Obsessivo Compulsivo

A principal característica do Transtorno Obsessivo Compulsivo (TOC) é a presença de obsessões e compulsões.

As obsessões são pensamentos ou impulsos que atuam de forma intrusiva, persistente e repetitiva, na mente das pessoas com TOC. Podem aparecer de diversas formas, como frases, palavras, imagens, cenas, entre outros. Seus conteúdos geralmente podem ser percebidos como impróprios ou estranhos, podendo assim gerar sentimento de culpa, medo, desprazer e até nojo. Os pensamentos obsessivos podem ser de diferentes tipos: dúvidas e necessidades de ter certeza, preocupações excessivas com sujeira, contaminações, preocupação excessiva com alinhamento de objetos, sequencia, ordem e simetria, pensamentos ou imagens violentas, pensamentos impróprios e indesejáveis relacionados a sexo, religião, superstições, entre outros.

O indivíduo com TOC tenta reprimir, afastar e/ou controlar esses pensamentos realizando rituais, compulsões, evitações ou simplesmente tentando não pensar neles, o que na maioria das vezes não é eficaz, e desta forma a pessoa acaba se sentindo cada vez mais incomodada.

As compulsões são comportamentos realizados pelos indivíduos com TOC na tentativa de se livrar das obsessões ou do desconforto provocado por elas. Esses comportamentos podem ser diversos, como: verificar fechaduras; confirmar de forma repetida o fechamento de objetos como botijão de gás, janelas, chuveiro ou torneira, lavar as mãos ou objetos excessivamente, perfeccionismo extremo nas atividades realizadas, simetria e organização de objetos, ações repetidas (sentar e levantar do lugar; entrar e sair), rituais (contar até determinado número ou bater na madeira, entre outros).

As compulsões ou rituais também podem aparecer como atos mentais com a mesma finalidade de dar fim ou neutralizar as obsessões, exemplos: substituir pensamentos “ruins” por pensamentos “bons”, repetir determinada palavras ou números com o objetivo de neutralizar os pensamentos, repetir silenciosamente alguma reza, fazer contagens, verificações ou rememorar os fatos mentalmente, entre outros.

No TOC de início precoce são mais comuns os comportamentos repetitivos semelhantes a tiques, como tocar, esfregar, dar pancadinhas, piscar os olhos ou olhar fixamente. Essas compulsões geralmente não são precedidas por obsessões, mas apenas por uma sensação de desconforto ou tensão física na pele, músculos, articulações que necessita ser aliviada ou descarregada, ou por um sentimento de urgência do tipo “tenho que...” ou “tem que...’descrito pelos pacientes como uma agonia que é aliviada com a realizações das compulsões.

Modelo Cognitivo

O modelo cognitivo propõe que interpretações distorcidas são as responsáveis pelo fato de determinados pensamentos intrusivos assumirem um significado especial para as pessoas, ativando pensamentos automáticos negativos ou catastróficos e emoções desagradáveis. Em consequência dessas interpretações, tais pensamentos assumem um significado importante, fazendo com que as pessoas adotem estratégias para neutraliza-lo.

 

Bruna Correia

Psicóloga e Neuropsicóloga

Especialista em Terapia Cognitivo Comportamental

CRP 04/47563

Depressão
Autoestima
Como funciona as sessões?
Transtorno de Ansiedade Generalizada
Transtorno de Ansiedade Social
Terapia Cognitivo Comportamental
Transtorno Obsessivo Compulsivo


Atendimento:

Av Telesforo Cândido de Resende, 142
12º andar - Sl 1205 - Centro
Conselheiro Lafaiete - MG.

+55 (31) 9 9967-4543

CRP 04/47563

brunacorreia.psicologa@gmail.com